• Ana_Freitas/Wesley_Cardoso

Prefeitura realiza ação de enfrentamento ao abuso ou exploração sexual de crianças ou adolescentes


“No Brasil mais 500 mil crianças e adolescente são vítimas de violência e abuso sexual todos os anos.”

A Prefeitura de Epitaciolândia, por meio da Secretaria de Cidadania e Assistência Social, deu início nesta terça-feira 18 de maio, na programação em alusão a semana de enfrentamento ao abuso ou exploração sexual de crianças ou adolescentes.


A campanha foi criada a partir da mobilização de diversas entidades que promoviam ações em celebração ao 18 de maio. “A história com o maio laranja começou num pequeno grupo da primeira batista com pessoas que apoiavam as ações de prevenção do Nova e queriam dar mais visibilidade ao que estávamos fazendo.

Pela manhã foi realizado um pit-stop na Ponte José Augusto que liga Epitaciolândia a Brasiléia, abordando motorista e transeuntes sobre a importância do tema.


O Prefeito Sérgio Lopes, acompanhado de Eliad Maria Secretária de Cidadania e

Assistência Social e servidores, conversaram com as pessoas falando da importância do enfrentamento ao abuso ou exploração sexual de crianças ou adolescentes.


Mais tarde ainda fazendo parte da programação o Prefeito participou de um encontro com a equipe do CAPS, pra conhecer de perto os trabalhos de artesanato, que estão sendo desenvolvidos como terapia ocupacional, e o lançamento da Campanha da Luta Antimanicomial.


Segundo o que explicaram os Psicólogos do Caps de Epitaciolândia, Raimundinho e Jessé Barroso. O Movimento da Luta Antimanicomial se caracteriza pela luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental. Dentro desta luta está o combate à ideia de que se deve isolar a pessoa com sofrimento mental em nome de pretensos tratamentos, ideia baseada apenas nos preconceitos que cercam a doença mental.


O Movimento da Luta Antimanicomial faz lembrar que como todo cidadão, estas pessoas têm o direito fundamental à liberdade, o direito a viver em sociedade, além do direito a receber cuidado e tratamento sem que para isto tenham que abrir mão de seu lugar de cidadãos.


Veja o que disseram na reportagem em vídeo:

Fotos:


0 comentário