• wesley Cardoso

Prefeitura de Epitaciolândia realiza aula inaugural do curso de formação em Libras

ASSEMCOM-SEMED



A Prefeitura de Epitaciolândia, em parceria com o CAS (Centro de Apoio ao Surdo), promoveu nesta sexta-feira, 01 de julho, a aula inaugural do curso de Formação inicial em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais).


O evento aconteceu no auditório do Sinteac e contou com a participação do Prefeito Sérgio Lopes, Secretária de Educação, Eunice Maia Gondim, Coordenadora do CAS, Joana D' Arc, Professor de Libras, Jerry Salazarte, Professora de Libras, Débora Nolasco, mediadores, assistentes educacionais, professores e toda equipe da Secretaria de Educação.


O curso irá capacitar dezenas de pessoas, entre representantes da comunidade e servidores de diversas áreas, que lidam diretamente com pessoas surdas ou buscam se profissionalizar, oferecendo instruções de nível básico em Libras. As aulas serão remotas (pela internet), por meio da plataforma Zoom Meetings, contando com a emissão de certificado de conclusão reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).


O Prefeito Sérgio Lopes, ressaltou a importância de cursos como este em nosso município.


“Nosso objetivo é ampliar e tirar do papel iniciativas inclusivas. É um propósito da nossa gestão apoiar essas ações em Epitaciolândia e oferecer todo o suporte possível para desenvolver todas as ações educativas da cidade”, acrescentou.


A Coordenadora do CAS, Joana D' Arc, Sheila Pinto, destacou a importância do curso para fortalecer o processo de inclusão na cidade.


“O curso de Libras assegura às pessoas com deficiência auditiva direitos básicos, como educação, saúde, trabalho e lazer. Com essa capacitação, novos profissionais estarão qualificados para promover a acessibilidade comunicacional e ampliar o conhecimento sobre a língua. Incluir é olhar as diferenças de maneira que as barreiras possam ser ajustadas, para que a equidade se torne uma constante na nossa sociedade”.


Para a Coordenadora da Educação Especial, Sandra , para que a cidade possa exercer, de fato, uma educação inclusiva é necessário que os profissionais estejam capacitados e passem por um processo de formação continuada.


“Agradeço em nome da Secretária de Educação, Eunice Maia e Prefeito Sérgio Lopes, pelo compromisso demonstrado com a educação de modo geral, mas principalmente pelo apoio dado aos nossos alunos com deficiência.


0 comentário